domingo, abril 10, 2016

MILHO - O SUSTENTO DA VIDA

  Bom dia, com milho!
O que esse milho cozido desencadeou na minha pessoa!


 Ontem comentei com Nathaniel que eu havia levado algumas espigas de milho para o trabalho e lá comemos tudo, rapidinho! ( Pq aqui em casa demora um tempão Pq só eu como) . E ele comentou: Ah vcs Americanos! ( Nós do continente americano). Aí eu fiquei com cara de interrogação. Depois eu fiquei com cara de pensativa. E sim! Ele está certinho! Já botou reparo no tanto de milho que a gente come, de forma direta ou indireta!?! Para e pensa aí! E depois de um tempão que eu ainda continuava com a cara de pensativa, ele mandou mais essa: E a gente é da turma da batata.



  O que pensei? "O que esse menino tá falando? Ele não come milho? Não, ele não come. Por que Americanos? Ah sim! O milho tem origem nas Américas. Certo. Mas a gente come tanto milho assim? Vixe Maria, SIM, a gente come é muito milho!" Nesse link da EMBRAPA você aprende mais um pouquinho sobre a história do milho.

  Pensei mais ainda: "Nossa Flávia, você come pipoca pelo menos 3 vezes por semana, de baciada. Você come mais pipoca que pão de queijo! Inclusive todo mundo do seu trabalho também. E meu bolo predileto é o bolo de MILHarina. SIm. E antes era o bolo de fubá. Fubá, compreende!?! Então... E seu junk food do coração, qual é? Hehe é Doritos... E seu prato salgado "confortable food"? Hmmm... polenta. Mas não foram os italianos que fizeram a polenta? Os italianos não são desse continente. Hm tem alguma coisa errada aí. É que a gente adaptou a POLENTA e ficou DIVINA! E você já reparou que toda vez que você vai ao supermercado, você tras uma lata de milho, ou canjica, ou fubá ou farinha ou pipoca, ou tudo isso?" 


  E eu acordei hoje, continuo pensando em tudo isso e na história do milho. Achei melhor compartilhar os pensamentos com vocês.


  Além disso, achei importante a gente saber sobre o Milho Crioulo. Esse milho é o milho que não é transgênico, que é nativo nosso. Que deve ser preservado. É nosso alimento, é nossa cultura. Existem vários bancos de sementes de milho crioulo espalhados por todo o Brasil e nas Américas. Porém é muito importante que escolhamos as sementes provindas da nossa região, por questões de adaptação da cultura a doenças, pragas, ao clima também.

  É simplesmente fascinante o estudo do alimento. Fica a dica aí!
Alguns tipos de milho crioulo