segunda-feira, fevereiro 09, 2015

Erros, Manduca e exageros.


Hoje o dia foi, como posso dizer, exigente.
Não foi ruim, não foi difícil, mas exigiu de mim.
Eu mandei documento errado (via de documento errado) e não pude corrigir. Eu esqueci de mandar uns montinhos (falar no diminutivo diminui a cagada?) de documentos para a gerência...
E sabe o que eu tive que escutar?
Um monte de gente bacana, que não me deram bronca, nem esculacharam, nem nada. Só solicitaram as correções, notificações dos erros e bola pra frente!
Conclusão: Eu tenho que parar de dar piti quando alguém faz algo errado.

_______________________ X ________________________ X ____________________

Nesse final de semana fui colher tomate e vi um tomatinho ainda verde comido. Não vi nenhum bichinho suspeito por perto. Mas vi um cocozão gigante nas folhas (gigante assim, né gente! Nada de cocô de elefante). Fiquei observando um tempão e não vi ninguém!

Fui dar uma olhadinha no tomateiro e colher uns maduros, hoje na hora do almoço.
Niqui chego pertinho, dou de cara com um bichinho, que parecia de borracha, daqueles de brincar na banheira.
Coisa mais linda e fofinha. Daí tá.
Olhei pro lado, mais uma, pro outro, mais outra e outra e outra...
Fotos, fotos e mais fotos (só saiu uma boa pq eu não sei usar direito esse negócio Macro da câmera).

Como felizmente trabalho rodeada de pessoas de conhecimento, meu amigo João, engenheiro agronomo, deu uma pesquisada e logo já achou o nome das minhas novas moradoras: MANDUCA.

Eu não tenho coragem de matar. Nem de tirar. Ainda mais depois que eu li que ela se defende dos inimigos naturais usando o bafo! BAFÃO!!!!


Afastar as inimigas e as invejosas no BAFO! HÁ!


__________________________ X ________________________ X ______________________

Depois que escrevi sobre meu exagero do tamanho do cocô, lembrei de Carlos, um antigo supervisor meu, Carlos, que me perguntou um negócio e eu disse : AH, FOI UMAS 354 MIL VEZES, NÉ!
Ele comentou: Você podia ter parado no 354, né Flávia!
AHAHAHHAAHAHAHA.
Eu não consigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário